Picture
Até o fim do ano, a marca de motocicletas abrirá sete novas revendas, duas na Capital e as demais no Interior

O mercado de duas rodas em ascensão. Somente a Traxx Motos comercializou um total de 2.297 unidades no mercado cearense em 2010. Neste ano, no primeiro semestre já são 1.100 novas motocicletas da marca nas ruas, com previsão de crescimento de 25% ante o ano passado. As nove revendas que existem atualmente devem receber o reforço, até dezembro de outras sete (sendo duas lojas a serem inauguradas em Fortaleza e outras cinco programadas para o interior do Estado nos municípios de Juazeiro do Norte, Quixadá, Quixeramobim, Tianguá, Crateús).

"Com uma fatia de 6,6% do mercado nacional, o Ceará é o terceiro principal mercado de motos do País. Só fica atrás de São Paulo e de Minas Gerais", comentou o gerente nacional de desenvolvimento de rede, Airton Silva, ontem, durante almoço de relacionamento com a imprensa local.

Em novembro de 2006, a sede administrativa da Traxx foi instalada no bairro Cajazeiras, em Fortaleza. A área construída com 5 mil m² mantem um estoque de aproximadamente 4 mil itens diferentes, totalizando cerca de 1 milhão e 500 mil peças numa área de 4 mil m².

A Moto Traxx da Amazônia faz parte do China South Industries Group (CSIG), um dos maiores fabricantes mundiais de motocicletas e uma das maiores multinacionais do planeta.

As vendas da Traxx no Nordeste detém uma fatia de 35% do que é comercializado no mercado nacional. Com sede em Pequim, o grupo reúne mais de 70 empresas que atuam em vários segmentos na produção de equipamentos especiais, fotoeletricidade, aço especial, medicina, nova energia, máquina de petróleo, aparelho de combate a incêndio, na produção e venda de miniveículos, de automóveis, de motocicletas, além de ser atuante na área de pesquisa para o desenvolvimento da indústria da China.






Informações Diário do Nordeste
 





Leave a Reply.